Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

O RS TER na FGTAS

Quem é o servidor da FGTAS que trabalhará no RS TER?

  • É uma pessoa comprometida com a visão de desenvolvimento sustentável e solidário que, por meio do seu trabalho, fortalece valores de igualdade, espírito de cooperação, autorrealização, inclusão social e autogestão.;
  • É uma pessoa especial que, por meio do seu desempenho profissional, possibilita ao empreendedor uma oportunidade de desenvolver ou expandir a sua atividade produtiva e, consequentemente, melhorar a sua qualidade de vida e a de sua família;
  • É um agente de mudança que potencializa a capacidade socioeconômica da comunidade;
  • É um líder que contribui com o fortalecimento dos laços sociais e passa a visão de que o progresso de cada um depende do progresso da comunidade;
  • Valoriza o potencial dos pequenos negócios, reconhecendo que a condição conquistada por seus proprietários é fruto de trabalho idôneo, diuturno e responsável;
  • Difunde a visão empreendedora e divulga informações que possibilitem a efetivação de negócios e prestação de serviços entre os clientes.

Qual o papel do Servidor da FGTAS no RS TER?

  • Dar visibilidade ao Programa;
  • Estruturar parcerias com as forças sociais da comunidade;
  • Conduzir reuniões coletivas de divulgação de informações;
  • Atender o cliente para detalhar os critérios de concessão de crédito;
  • Receber, avaliar e fazer a triagem das fichas de cadastro e dos documentos dos clientes candidatos ao microcrédito;
  • Preencher as solicitações de crédito e orientar sobre os procedimentos necessários;
  • Auxiliar no planejamento da melhoria da atuação do empreendimento;
  • Prestar esclarecimentos ao empreendedor informal acerca dos benefícios da formalização;
  • Auxiliar na identificação de necessidades de crédito para alavancar seu empreendimento;
  • Dar orientações quanto à importância da capacitação do cliente e da implementação de melhorias nos processos de gestão.

Atitudes do servidor da FGTAS

Dinamismo, credibilidade, idoneidade moral e integridade, além de busca constante da qualidade, postura ética, humildade, discrição, abertura para aprendizagem contínua e resiliência, que significa ter a capacidade de, mesmo em ambiente desfavorável, construir-se positivamente em relação às adversidades e de aproveitá-las para o seu crescimento pessoal, profissional, de cidadania e da coletividade.

Habilidades do funcionário da FGTAS

Facilidade de comunicação, capacidade de identificar, aceitar e valorizar os pequenos empreendedores potenciais para o RS TER e excelente relação interpessoal.

Secretaria do Trabalho, Emprego e Renda